Siga as últimas notícias na nossa página de facebook

NOTÍCIAS

𝗖𝗼𝗺𝘂𝗻𝗶𝗰𝗮𝗱𝗼

𝗘𝗻𝘀𝗶𝗻𝗼 𝗮̀ 𝗗𝗶𝘀𝘁𝗮̂𝗻𝗰𝗶𝗮 - 𝗮𝗻𝗼 𝗹𝗲𝘁𝗶𝘃𝗼 𝟮𝟬𝟮𝟬/𝟮𝟬𝟮𝟭

A Associação de Pais e Encarregados de Educação (APEE) da Escola EB 2,3 Nuno Gonçalves, face às notícias que têm vindo a público, vem por este meio partilhar o seu entendimento sobre este novo período de confinamento, com o modelo adotado de ensino à distância.

A APEE não se pronunciará sobre assuntos ligados à saúde pública, nem sobre as orientações oficiais, dadas pela Direção Geral de Saúde (DGS) e Ministério da Saúde (MS), sendo que todas as orientações atuais ou vindouras, serão naturalmente aceites.

Louvamos ainda a forma como a DGS, o MS, o Ministério da Educação (ME) e a Escola lidaram de uma forma célere, em março passado, com a pandemia, que obrigou a todos, sem exceção, a reconfigurar o sistema de ensino de forma a terminar, com o mínimo de danos possíveis, o ano letivo de 2019/2020.

Apesar do esforço que professores, alunos e famílias fizeram, o ensino à distância, nada teve a ver com os moldes como a escola pública está organizada, sendo que os défices de aprendizagem se supõem elevados, porque nada aconteceu como em sala de aula.

O esforço realizado por professores, que tiveram de se adaptar em poucos dias a esta nova realidade, com o objetivo de não deixarem para trás as suas turmas, foi na opinião desta APEE, um exemplo de querer e dedicação, que neste momento devemos enaltecer, ainda que, em alguns casos, possa não ter sido conseguido.

Da parte dos alunos, houve o compromisso de cumprir o que lhes foi sendo pedido ao longo desse período, sem que isso implique necessariamente, na opinião desta APEE, que as aprendizagens tenham sido consolidadas.

Fazendo o balanço desses meses, em que os ensinamentos ocorreram com alunos confinados, assim como as matérias lecionadas à distância, concluímos hoje, que as desigualdades, ao nível dos equipamentos de suporte informático ou mesmo do acesso à internet, mostraram que os alunos não estiveram todos no mesmo patamar e que as desigualdades sociais foram certamente agravadas.

No nosso caso, encarregados de educação, as dificuldades foram de ordem diferente, consoante a realidade laboral de cada família e autonomia dos nossos filhos. Muitas famílias tiveram de manter as suas rotinas profissionais, para garantir os mínimos de funcionamento do nosso País. Outras viram as suas rotinas serem completamente alteradas, desde o Teletrabalho, ao LAY-OFF ou mesmo Desemprego, com consequências graves ao nível familiar, económico, social e emocional.

Neste momento, como é publico, sabemos que é intenção do ME a abertura de todos os estabelecimentos de ensino no próximo dia 8 de fevereiro de 2021, com o ensino não presencial, não existindo, à data, uma previsão de um regresso presencial, total ou parcial.

Independentemente desta decisão, acreditamos que o ensino presencial é o garante de que aprender é um direito universal, sem discriminação de qualquer tipo, onde compete ao Estado garantir um ensino público, que sirva as necessidades e os interesses de toda a população.

No entanto, e porque as condições sanitárias devido à pandemia da doença Covid 19, não permitem esse ensino presencial, a APEE da Nuno Gonçalves considera, que deverão ser reunidas todas as condições que permitam a não exclusão de alunos do direito que lhes é assistido, o direito de aprender.

Consideramos que é necessário um esforço ainda maior por parte do ME e da Direção da Escola, com vista a não deixar ninguém para trás, assegurando a todos, iguais condições, no sentido de permitir conciliar as realidades laborais das famílias, com o devido acompanhamento dos seus educandos, em concordância com as idades e necessidades dos mesmos.

A Escola deve exigir ao governo, através do ME, com vista a promover entre os alunos, a equidade e a inclusão, a distribuição de sistemas informáticos, como computadores e/ou tablets, bem como o acesso à internet, para que as desigualdades e diferenças sociais não se agravem, não só para as famílias inscritas nos escalões A e B, mas para todas.

Para este novo ensino à distância, devem igualmente ser previstas todas as questões pedagógicas, nomeadamente considerar aulas de apoio aos alunos que evidenciem essa necessidade, tal como acontecia no ensino presencial.

É nosso entendimento também, que dever-se-á igualmente garantir uma uniformização da metodologia de ensino em todas as disciplinas, colmatando assim alguns casos ocorridos, e fazendo com que os alunos contactem regularmente com os professores de cada disciplina de uma forma idêntica, ou seja uniformizando, o contacto entre docentes e alunos

Manifestamos igualmente preocupações, distintas, relativas às aulas de Educação Física (EF) e Tecnologias de Informação e Comunicação (TIC).

No que respeita à disciplina de EF, consideramos que foi uma das mais prejudicadas no ano letivo passado. Consideramos que a atividade física é essencial nesta faixa etária, devendo por isso ser incentivada. Esta disciplina é também essencial no desenvolvimento de competências sociais.

No caso da disciplina de TIC, não pondo em causa os objetivos pedagógicas propostos em Conselho Pedagógico da Escola, sugerimos que esta possa ser bastante focada na prática, indo ao encontro das necessidades educativas que estiveram bem patentes durante o último confinamento, direcionando as matérias para as respostas a dar por parte dos alunos, no caso do ensino não presencial, como sejam as pesquisas via Google, o tradutor Google, o funcionamento da Classroom, as conferências via ZOOM, suas potencialidades e perigos, entre outros.

Por fim, mas não menos importante, estão os aspetos da sociabilização das crianças, como os recreios, tempos de pausa ou intervalos. As aprendizagens são muito importantes, mas nos recreios e intervalos também se aprende e os alunos estão sedentos destes espaços de convívio. Como nesta fase não é possível o convívio na Escola, deverão os Diretores de turma possibilitar às suas turmas, um espaço, onde estas possa interagir com os seus pares, para que assim se possam colmatar a falta de tempos de convívio.

Neste sentido, a Associação de Pais e Encarregados de Educação da Escola Básica 2,3 de Nuno Gonçalves, está disponível para, dentro das suas competências, poder ajudar as Famílias, os Alunos e a Escola, como parte contributiva, na solução das adversidades que possam vir a ocorrer, nesta fase de aprendizagem, com o ensino à distância, ficando assim ao dispor de toda a Comunidade Escolar, para colaborar, no sentido de não ficar ninguém para trás.

Porque a Escola Somos Todos Nós!

Lisboa, 7 de fevereiro de 2021

Lista A

"É claro que todos temos a escola como um bem precioso e indispensável. O sítio a partir do qual o mundo se democratiza e muda; se pensa e se recria. (...) Por mais que se definam princípios orientadores para a missão da escola, enquanto a perspetiva acerca dela não for convergente entre os pais e os professores, a escola arrisca-se a não se preocupar com o sucesso educativo."

(in, Afinal, qual é, mesmo, a função da escola? Eduardo Sá)

Programa/Ação

Intervir

Junto das entidades competentes, para:

  • A melhoria das condições do edificado escolar
  • O reforço de pessoal docente e não docente
  • Promover a igualdade de oportunidades de todas as crianças e jovens

Valorizar

A Escola Pública como pilar fundamental para o progresso do País

Cooperar

Com o objetivo de promover a inclusão e o bom desenvolvimento integral das crianças e jovens, no sentido de alargar o leque de experiências e aprendizagens

Participar

Na vida escolar, na procura de soluções que melhor sirvam as crianças e os jovens, representando a voz dos Pais e Encarregados de Educação (EE) junto dos centros de decisão

Contribuir

Para melhorar a comunicação entre todos, aumentar a participação dos Pais e EE na vida escolar e promover o bom desenvolvimento socioeducativo no percurso escolar

Órgãos Sociais - Candidatos

Mesa Assembleia GeralPresidente: Paula Miranda, sócio nº 5
Secretária: Fátima Pimenta, sócio nº 10
Secretária: Elisa Basto, sócio nº 15

Comissão Executiva
Presidente: Alexandre Lavadinho, sócio nº 3
Vice-Presidente: Susana Marques, sócio nº 8
Tesoureira: Marta Reis, sócio nº 13
Secretária: Ana Barreiros, sócio nº 1
Vogal: Ana Sofia Rodrigues, sócio nº 12
Suplente: Ana Teresa Magalhães, sócio nº 9
Suplente: Cristina Ferreira, sócio nº 17

Conselho Fiscal
Presidente: Adelaide Silva, sócio nº 2
Vogal: Teresa Gonçalves, sócio nº 16
Vogal: Natália Sancho, sócio nº 6

List A

"Of course, we all have the school as a precious and indispensable asset. The place from which the world democratizes and changes; thinks about itself and recreates. (...) No matter how many guiding principles are defined for the school's mission, as long as the perspective about it is not convergent between parents and teachers, the school risks not being concerned with educational success".

(in, Afinal, qual é, mesmo, a função da escola? Eduardo Sá)

Action/Program

TOGETHER WE ARE THE SCHOOL!

To take action:
Closely with the qualified authorities for:

  • Improving the conditions of school buildings
  • Strengthening of teaching and non-teaching staff
  • Promoting equal opportunities for all children and young people (students)

Value
The Public School as a key element in the country development

Co-operate
With the purpose of promoting inclusion and the good and integral development of children, and young people potential, to broaden the range of experience and learning

ParticipateIn school life, in the search for solutions that better fit children and young people´s interests, representing the parent´s and Educational Guardians (EE) voice at the decision-making responsibles.

ContributeTo improve communication between all, increase the parent´s and EE participation and commitment in school life, and promote the healthy school socio-educational path development.

Corporate Bodies - Candidates

General Assembly TablePresident: Paula Miranda, associate nº 5
Secretary: Fátima Pimenta, associate nº 10
Secretary: Elisa Basto, associate nº 15

Executive Commission

President: Alexandre Lavadinho, associate nº 3
Vice-President: Susana Marques, associate nº 8
Treasurer: Marta Reis, associate nº 13
Secretary: Ana Barreiros, associate nº 1
Member: Ana Sofia Rodrigues, associate nº 12
Deputy: Ana Teresa Magalhães, associate nº 9
Deputy: Cristina Ferreira, associate nº 17

Audit CommitteePresident: Adelaide Silva, associate nº 2
Member: Teresa Gonçalves, associate nº 16
Member: Natália Sancho, associate nº 6

CONVOCATÓRIA

ASSEMBLEIA ELEITORAL

Órgãos Sociais da APEE da EB 2,3 Nuno Gonçalves

Ano Letivo 2020/2021

Dando cumprimento ao estipulado nos artigos 15º alínea b, 16º e 18º alínea b, dos Estatutos desta APEE, a Mesa da Assembleia, convoca todos os Sócios da APEE da EB 2,3 Nuno Gonçalves para a participação no ato eleitoral, a realizar no dia 20 de novembro de 2020.

A Assembleia Eleitoral funcionará no Átrio de Entrada da Escola, em dois períodos distintos:

· Das 08h30 às 09h30

· Das 17h30 às 18h30

Apenas os Sócios da APEE podem exercer o direito de voto.

Para este ato eleitoral apenas uma lista foi considerada:

  • A Lista A
  • Com o lema: "A Escola Somos Todos Nós"

A Mesa da Assembleia, informa que o programa da Lista A, pode ser consultado no site (https://apee-nuno-goncalves.webnode.pt/) e na página de Facebook (https://www.facebook.com/APEEENG) desta APEE.

Lisboa, 16 de novembro de 2020

P'la Mesa da Assembleia

Alexandre Lavadinho

AVISO

Calendário e Processo Eleitoral

Órgãos Sociais da APEE da EB 2,3 Nuno Gonçalves

Ano Letivo 2020/2021

Dando cumprimento ao estipulado nos artigos 15º alínea b, 16º e 18º alínea b, dos Estatutos desta APEE, a Mesa da Assembleia, informa que estão abertas as candidaturas para a Eleição dos Órgãos Sociais referentes ao mandato de 2020/2021.

Calendário Eleitoral:

  • Data limite de entrega das candidaturas ................................................. 27 de outubro de 2020
  • Afixação e publicação das listas concorrentes ......................................... 28 de outubro de 2020
  • Data de publicação da convocatória ............................................................. 28 de outubro de 2020
  • Assembleia Eleitoral ............................................................................. 10 de novembro de 2020

Processo Eleitoral:

· As listas têm de integrar um total de 11 candidatos efetivos aos seguintes cargos:

  • Mesa da Assembleia: um Presidente e dois Secretários;
  • Comissão Executiva: um Presidente, um Vice-presidente, um Secretário, um Tesoureiro e um Vogal;
  • Conselho Fiscal: um Presidente e dois Vogais.

· Nenhum dos associados pode candidatar-se por mais do que uma lista e para mais de um cargo eletivo.

· As candidaturas serão consideradas válidas se cumprirem os seguintes requisitos:

  • Apresentarem a lista de candidatos, efetivos, e o órgão social da associação a que se candidatam, subscrita por todos os que a compõem.
  • Serem entregues ao Presidente da Mesa da Assembleia Geral, em papel ou através do endereço de correio eletrónico mesa.assembleia.ng@gmail.com até ao dia 27 de outubro de 2020.
  • Indicarem um representante da lista para integrar a comissão eleitoral (incluindo o seu endereço de email).

· As candidaturas consideradas conformes serão designadas por uma letra, correspondendo a letra "A" à primeira candidatura apresentada.

· As candidaturas concorrentes serão publicadas e afixadas no dia 28 de outubro de 2020.

· A Comissão Eleitoral será constituída no dia 28 de outubro de 2020 e será composta pelo Presidente da Mesa da Assembleia e um representante de cada lista concorrente.

· Para exercer o direito de voto, os associados deverão ter a sua inscrição regularizada.

Lisboa, 15 de outubro de 2020

P'la Mesa da Assembleia

Alexandre Lavadinho

CONVOCATÓRIA ASSEMBLEIA GERAL EXTRAORDINÁRIA

Ao abrigo dos Estatuto da Associação de Pais e Encarregados de Educação da Escola EB 2,3 de Nuno Gonçalves, Artigo 15º, alínea b), Artigo 16º, Artigo 17º e Artigo 18º, a Mesa da Assembleia, convoca todos os Pais e Encarregados de Educação, para uma Assembleia Geral Extraordinária, que terá lugar online, através da plataforma Zoom, no dia 9 de outubro de 2020, às 21h30, procurando assim garantir a segurança de todos e atendendo às muitas limitações impostas pela situação pandémica que vivemos. 


Inscreva-se previamente, com envio de e-mail para: • mesa.assembleia.ng@gmail.com 

Assunto: 

Inscrição na Assembleia Geral Extraordinária de 9 de outubro de 2020 

Indicar o Nome do/a aluno/a, Ano e Turma 

➢ No dia da sessão receberá por e-mail o link para aceder ao Zoom. 


Ordem de trabalhos: 

1. Receção aos novos Pais e Encarregados de Educação - Boas vindas. 

2. Apresentação, discussão e votação do Relatório de Atividades - Ano letivo de 2019/2020. 

3. Apresentação, discussão e votação do Relatório e Contas - Ano letivo de 2019/2020. 

4. Calendário Eleitoral para o ano letivo de 2020/2021: a. Processo eleitoral - informações; 

5. Outros Assuntos. Lisboa, 30 de setembro de 2020 


A Mesa da Assembleia 

Alexandre Lavadinho (Presidente)

Tiago Mota Saraiva (Secretário) 

Paula Miranda (Secretária)

mesa.assembleia.ng@gmail.com


Relatório de Atividades 2019/2020

RELATÓRIO DE ACTIVIDADES 2019/2020 

No decurso do ano lectivo 2019/2020, a Associação de Pais e Encarregados de Educação da Escola Básica 2,3 de Nuno Gonçalves (APEENG) realizou as seguintes atividades:

· Regularização da Associação:

· Finanças

Foi verificada a situação da APEENG junto da Autoridade Tributária e, tendo-se verificado que se encontrava desatualizada e inconforme, foram efetuadas as diligencias necessárias à retificação da situação tributária da APEENG, a qual se encontra atualmente regularizada.

· Conta Bancária

Recolhida informação relativa à existência de uma conta bancária em nome da APEENG junto dos seus anteriores representantes efetuaram-se, junto da Caixa Geral de Depósitos, os procedimentos necessários à ativação da conta assegurando o regular acesso à mesma por parte da APEENG, através da Caixa Direta.

· Comunicação com a comunidade Educativa

· Escola Nuno Gonçalves

Realização de reunião com a Direção do Agrupamento/Escola Nuno Gonçalves tendo em vista o estabelecer um contacto direto eficaz na comunicação entre a Escola, a APEENG e os pais e encarregados de educação, bem como, manifestar algumas preocupações e disponibilizar-se para contribuir para a melhoria das condições e ambiente da escola.

· Angariação de sócios

Aquando do início do ano letivo de 2019/2020, os candidatos aos Órgãos Sociais depararam-se com a existência de poucos associados.

Com o intuito de garantirem uma maior representatividade por parte dos Pais e EE ao nível da APEE, encetaram contactos e conseguiram que cerca de 25 Pais e EE de associassem à APEE.

No final do ano letivo de 2019/2020 a APEENG tinha 30 sócios.

· Representação dos pais e encarregados de educação

· Pais/ Encarregados de Educação

Estabelecimento de comunicação com os pais tanto diretamente como através da página de internet divulgada no site do agrupamento e página em rede social.

Face às contingências por todos sentidas perante a pandemia de Covid 19 a comunicação adotou essencialmente as referidas plataformas procurando, na medida do possível, manter aberto um canal de comunicação.

· Contribuição para a melhoria do desenvolvimento socioeducativo

· Aquisição e angariação de apoio para atribuição de material informático a alunos

O confinamento exigido para contenção da Covid 19 e consequente necessidade de prosseguir o ano lectivo com aulas síncronas colocou novas exigências às famílias, nomeadamente no âmbito informático.

Reconhecidas as carências do material informático por parte de alguns alunos, impedindo-os de continuar a ter acesso à escola à semelhança dos colegas, a APEENG procurou apoio junto de diversas entidades.

Recebeu um apoio particular de 39 tablets que permitiu a cedência dos equipamentos a alunos mais carenciados.

A APEENG decidiu, ainda, adquirir 10 Equipamentos ao Banco de Ajuda e doar os mesmos à escola para ceder aos alunos do 2º e 3º ciclo.

· Carta aberta à comunidade Escolar

No dia 13 de abril de 2020, após tomada conhecimento das medidas na área da educação, relativas à situação epidemiológica relacionada com o novo Coronavírus - SARS-CoV-2, responsável pela doença COVID 19, previstas para o 3º período de aulas, manifestamos publicamente a nossa disponibilidade e vontade de colaborar no encontro de soluções para as dificuldades que surgiram.

Tratou-se de um agradecimento à Escola Pública como um pilar imprescindível para o desenvolvimento económico e social do País.

Solidarizamo-nos com a Direção da Escola, com os docentes e com o pessoal não docente, com os Encarregados de Educação, com as famílias e com os alunos, que perante uma nova realidade, começaram a encontrar soluções para a continuidade do ano letivo, agora em regime não presencial, e o esforço que todos fizeram para não acentuar as desigualdades e os problemas de aprendizagem já existentes.

· Participação na Sessão Pública da Câmara

No dia 4 de dezembro de 2019 foi feita uma intervenção em nome da APEENG na reunião pública descentralizada da Câmara Municipal de Lisboa, que ocorreu no Ginásio da Escola.

Foram elencados aspetos gerais em relação à Escola Pública como o dever de assegurar os meios materiais e humanos adequados ao cumprimento do seu papel. Foi igualmente referido que só com uma Escola Pública de qualidade, gratuita e inclusiva para todos poderá ser o modelo mais justo, avançado e moderno de organização do sistema educativo. Este modelo é a garantia efetiva para o sucesso educativo e a formação integral dos indivíduos, permitindo desenvolver o seu espírito crítico e criador e educar para a participação democrática na vida social e política.

Foram elencados os problemas existentes na Escola, que esta APEE identificou em conjunto com a Direção e foi solicitado ao Executivo Camarário que no âmbito das suas competências, envide todos os esforços e em articulação com o Ministério da Educação, para que se iniciem urgentemente as obras estruturais na Escola EB 2,3 Nuno Gonçalves e se garantam as condições materiais adequadas.

Foi ainda solicitado ao Sr. Vereador Manuel Grilo, responsável pelo pelouro da Educação, que através do seu gabinete visite a Escola, com o intuito de verificar "in loco" as preocupações manifestadas.

· Reunião com a Direção-Geral dos Estabelecimentos Escolares (DGEST)

No dia 22 de janeiro a APEE esteve presente numa reunião na DGEST, marcada a pedido da direção do agrupamento, na sequência da realização de um relatório elaborado pelos Serviços Municipais de Proteção Civil, após a realização de um simulacro e vistoria técnica na Escola EB 2,3 Nuno Gonçalves. Nesta reunião estiveram presentes: da DGEST, o Delegado Regional, uma dirigente e um Engenheiro da área respetiva; do Agrupamento, a Diretora e a Presidente do Conselho Geral; da APEE, 3 membros dos Corpos Sociais.

Segundo o relatório, a escola encontrava-se em perigo de segurança iminente, nomeadamente na cobertura do edifício principal, devido ao mau estado de conservação, quer ao nível da estrutura da cobertura, quer ao nível das instalações elétricas, devido às graves infiltrações, necessitando de urgente intervenção.

Nesta reunião, foi dada a garantia, por parte da DGEST, de que na semana seguinte já estaria no local uma equipa a fazer a respetiva intervenção "cirúrgica" necessária, de modo a garantir a segurança de pessoas e bens, sendo que as orientações da tutela era de manter o estabelecimento em funcionamento.

· Representação dos Pais no Conselho Geral (CG) da Escola

Foram eleitos interinamente em Assembleia Geral Extraordinária, realizada a 28 de janeiro de 2020, os representantes dos Pais ao Conselho Geral do Agrupamento de Escolas de Nuno Gonçalves.

O Conselho Geral é o órgão de direção estratégica responsável pela definição das linhas orientadoras da atividade do Agrupamento, assegurando a participação e representação da comunidade educativa, nos termos e para os efeitos do n.º 4 do artigo 48.º da Lei de Bases do Sistema Educativo (in Regulamento Interno do AGRUPAMENTO DE ESCOLAS NUNO GONÇALVES, Revisto e aprovado pelo Conselho Geral em janeiro de 2017. Contempla alterações aprovadas, em maio e julho de 2019, pelo Conselho Geral. Artigo 3º: Definição).

Os representantes participaram em 2 reuniões de CG a 10 de março e a 20 de Julho, sendo que o tema dominante em ambas foi a situação pandémica, consequências e preocupações, entre outros assuntos.

· Visita Técnica às Instalações da Escola

Após a reunião com a DGESTE, os eleitos das APEENG participaram numa visita técnica às instalações da Escola, em conjunto com um elemento da Direção, com o intuito ver verificar e identificar os problemas ao nível estrutural que a nossa escola apresenta.

Os problemas identificados localizam-se ao nível de:

  • Saneamento e canalizações;
  • Telhado e as infiltrações;
  • Rede elétrica obsoleta;
  • Remoção do amianto ainda existente nas coberturas;
  • Obras nas casas de banho (WC);
  • Equipamentos Pedagógicos.

· Ficou por fazer

Independentemente de todo o trabalho realizado, esta APEENG não conseguiu apresentar aos seus associados uma proposta para a revisão dos atuais Estatuto.

Esta revisão estatutária pretende tornar este documento base, num instrumento mais facilitador e integrador dos Pais e Encarregados de Educação, nas suas relações participativas na vida dos seus educandos.

Porque "As associações de pais visam a defesa e a promoção dos interesses dos seus associados em tudo quanto respeita à educação e ao ensino dos seus filhos e educandos que sejam alunos da educação pré-escolar ou dos ensinos básico ou secundário, público, particular ou cooperativo.

Os pais e encarregados de educação têm o direito de constituir livremente associações de pais ou de se integrarem em associações já constituídas, bem como de eleger e de ser eleito para qualquer cargo dos órgãos sociais." Fonte: https://www.sec-geral.mec.pt/pagina/associacoes-de-pais-e-encarregados-de-educacao, em 30/09/2020.

Lisboa, 30 de setembro de 2020

A Comissão Executiva

  • Ana Barreiros (Presidente)
  • Francisca Bagulho (Vice-Presidente)
  • Catarina Cabanelas (Tesoureira)
  • Suzana Carneiro (Secretária)
  • João Almeida (Vogal)
  • Isabel Martins (Suplente)
  • Catarina Requeijo (Suplente)

.

Carta Aberta

Carta Aberta

À comunidade escolar da EB23 de Nuno Gonçalves,

Aos Pais e Encarregados de Educação,

Ao pessoal Docente e não Docente,

À Direção da EB23 de Nuno Gonçalves,


Somos a Associação de Pais e Encarregados de Educação (APEE) da EB23 Nuno Gonçalves e, tendo tomado conhecimento através dos órgãos de Comunicação Social das recentes medidas excecionais na área da educação, relativas à situação epidemiológica relacionada com o novo Coronavírus - SARS-CoV-2, responsável pela doença COVID 19, previstas para o 3º período de aulas, queremos manifestar desde já a nossa disponibilidade e vontade de colaboração para encontrar soluções perante as dificuldades que irão certamente surgir.

Antes de mais queremos prestar o nosso profundo agradecimento a TODA a comunidade escolar, começando pelo papel fundamental que tem a Escola Pública como um pilar imprescindível para o desenvolvimento económico e social do País.

Agradecer à Direção da Escola, ao pessoal docente e não docente que têm conseguido garantir a continuidade da Escola Pública ajustada a uma nova realidade, incluindo o precioso apoio às famílias na distribuição de refeições.

Agradecer a todos os docentes que de um dia para o outro se adaptaram a uma forma completamente nova de ensino, garantindo a finalização do 2º período de aulas, com atribuição de notas e respetivas reuniões.

Também aos Encarregados de Educação e famílias que apesar de todas os constrangimentos profissionais, económicos e emocionais que esta situação trouxe, garantiram o apoio aos seus educandos por forma a terminarem o anterior período escolar da melhor forma possível.

Por último também aos alunos que para além das situações que naturalmente fazem parte das diferentes fases de crescimento, ainda que confrontados com todas as dúvidas acrescidas por esta circunstância, conseguiram corresponder e terminar o 2º período de aulas.

Perante as recentes medidas excecionais previstas para o 3º período, é unânime que, sobretudo no Ensino Básico, o modelo de escola à distância é limitado e que esta situação excecional irá certamente acentuar as desigualdades e os problemas de aprendizagem já existentes, nomeadamente a ministração de novos conteúdos, garantindo de facto que todos os alunos estão, em condições de igualdade, não sendo admissível que se aproveite esta situação excecional, para a transformar numa nova metodologia do ensino público.

No entanto, nesta conjuntura em que nos encontramos parece ser a solução possível e por isso aqui estamos, atentos e disponíveis para o necessário.

Nesta perspetiva julgamos importante a partilha a nossa experiência, enquanto pais/encarregados de educação, das duas últimas semanas de aulas (sabendo que foi uma situação completamente inédita para TODOS). Dos vários relatos que recebemos dos EE e Pais, a grande maioria notou uma carga excessiva de trabalhos formais, mesmo em disciplinas não formais. Houve algumas queixas de falta de acompanhamento periódico da parte dos docentes relativamente aos trabalhos propostos, bem como, dificuldade na gestão da forma de comunicação entre docentes e alunos, no que respeita ao uso dos diferentes canais, plataformas e meios de interação, conforme a disciplina.

Perspetivando que estaremos TODOS certamente melhor preparados neste 3o período, enquanto Associação de Pais e Encarregados de Educação da EB23 Nuno Gonçalves estamos especialmente preocupados com o acentuar das desigualdades socioeconómicas das famílias, com a dificuldade de apoio aos alunos com necessidades educativas especiais, com o surgimento dos novos problemas económicos e desemprego que estão a afetar muitas famílias, com o agravamento dos problemas de saúde mental dos alunos e suas famílias, e com as acrescidas dificuldades pedagógicas que o ensino à distância pode trazer.

O ensino presencial tem uma centralidade e uma importância no processo de ensino-aprendizagem que não é substituível por experiências à distância, uma vez que o papel dos professores na sala de aula é imprescindível no acompanhamento efetivos dos alunos.

É sobretudo na minimização destes obstáculos que estamos empenhados em contribuir, seja como canal de comunicação privilegiado entre as famílias e a Escola, seja como estrutura de apoio para encontro de soluções coletivas ou individuais específicas, ou outra forma que se venha a encontrar.

Reiteramos a nossa determinação de que "A ESCOLA SOMOS TODOS" e que com o esforço e dedicação de TODOS conseguiremos ultrapassar as dificuldades

Lisboa, 13 Abril de 2020 

apeenunogoncalves@gmail.com 

https://www.facebook.com/APEEENG/



Encerramento de Escolas do agrupamento

13-03-2020

NOTÍCIAS

Aqui divulgamos o PLANO DE CONTINGÊNCIA CORONAVIRUS - SARS-CoV-2 - COVID-19 AGRUPAMENTO DE ESCOLAS DE NUNO GONÇALVES

Aqui divulgamos as medidas que a direção da escola está a tomar relativamente aos desenvolvimentos relacionados no âmbito da infeção pelo novo Coronavírus SARS-CoV-22, agente causal da COVID-19.